shape
shape
shape

Todas as pessoas comuns, ou seja, todos nós, temos muitas vezes problemas físicos, emocionais e existenciais que nos angustiam. Estes problemas nos desorientam e nos fazem acreditar que a paz, a felicidade e os sonhos são inacessíveis. Eles surgem de condicionamentos vindos do passado, de bloqueios e da incompetência em adaptarmo-nos às mudanças advindas de viver nesta sociedade em um mundo globalizado, bem como, em decorrência da insegu-rança e incerteza que temos em relação ao futuro.

Diante deste mundo de constantes mudanças, percebe-se que o ser humano apresenta dificuldades de reagir adequadamente ao "novo", mostrando-se inábil, muitas vezes, para uma transformação e adaptação, levando-o a um sentimento de incapacidade de ser feliz. Não podemos esquecer que a única situação constante que existe em nossa vida é a mudança e o ser humano está sofrendo de forte ansiedade e de seus diferentes sintomas, frente a ela. Ele vem se sentindo oprimido pelo medo que o novo lhe causa, angustiado pelas exigências das novas competências esperadas dele.

Muitas vezes, sente-se impotente frente às atitudes a serem tomadas para administrar as situações que se apresentam, buscando escape na fantasia e na ilusão para fugir da realidade. Este se refugia em mecanismos inadequados e neuróticos por se sentir ameaçado.

Ao pensar que a felicidade é algo que se obtém fora de si, busca soluções mágicas para os seus problemas, encontrando aparente solução: no consumismo exagerado, nos psico-trópicos, drogas e paliativos em geral, como forma de tornar-se insensível ao contato real e verdadeiro com ele mesmo e com os demais, o que lhe provoca os mais variados problemas psicossomáticos.

Felicidade, no entanto, diferente do significado dado pela nossa cultura refere-se a um estado de equilíbrio entre o indivíduo, suas necessidades psíquicas, emocionais, físicas e o meio em que está inserido. Refere-se a um estado de paz, de calma, de unicidade, serenidade, livre de tensões em que este colabora positivamente com o ambiente, com o outro e consigo mesmo.

Embora existam aqueles que consigam superar os diferentes problemas, a grande maioria não obtém a solução e precisa de alguma forma de ajuda.



Cada vez mais o trabalho terapêutico vem sendo divulgado por diferentes meios de comunicação e pela mídia. Isto vem favorecendo e propiciando o conhecimento dos benefícios do trabalho terapêutico para uma população necessitada de maiores informações sobre as possibilidades de encontrar um caminho para ser feliz mediante este tipo de ajuda. A ajuda terapêutica, diferentemente de outras relações de ajuda, corresponde a uma relação de cooperação que se estabelece entre os envolvidos na relação (terapeuta e cliente) com o objetivo de facilitar a compreensão, a melhor percepção dos fatos, das situações e dos problemas. É uma relação de doação em que o terapeuta oferece o seu tempo, sua capacidade de ouvir, suas habilidades e conhecimentos para capacitar o paciente a perceber, reconhecer, rever e escolher o que deve alterar em sua vida e, assim, se sentir melhor.

O paciente vai buscar, assim, abandonar padrões rígidos e estereotipados de comportamento que aprendeu a valorizar e reproduzir em toda a sua vida. Vai romper bloqueios, alterar hábitos e buscar novas formas de entender o mundo.

É o terapeuta quem vai facilitar a relação de ajuda para a solução dos problemas trazidos e que originaram a queixa. Juntos vão reencontrar novas maneiras de perceber, pensar e atuar.

Então, com a terapia, novos caminhos se abrem para ele, um novo conceito de EU se desenvolve ao abandonar velhos padrões de relacionamento com o mundo, substituindo-os por novas posturas mais conscientes, demonstrando confiança nas suas novas percepções, entendimentos e decisões. Este poderá expressar, assim, todas as suas potencialidades emocionais e cognitivas dando, a cada estímulo, uma resposta mais plena e adaptando-se mais facilmente às múltiplas exigências da vida sendo dono de seu próprio destino!

Venha abreviar seus momentos de angústia, encontrando a felicidade e a conexão interior com a Terapia de Regressão de Memórias. Esta terapia promove resultados significativos já nas primeiras sessões. Após esta terapia breve e se você já atua na área, poderá vir a tornar-se, também, terapeuta de regressão pois estamos formando novos grupos de estudos.


Terapia Breve com Regressão, TVP e PNL
Escrito 06/11/2008