shape
shape
A mudança muitas vezes é dolorosa. A dor é um componente normal do crescimento e da evolução. Aprender a cultivar a auto-estima e respeito corresponde a mudar o que é familiar para o que é desconhecido.

O desconforto da mudança pode ser grande, em princípio, pois não se está acostumado com novas maneiras de agir. Houve o condicionamento para não se correr riscos emocionais.

Com a terapia e o autoconhecimento se podem rever e introjetar novas idéias, libertar-se, paulatinamente, das formas-pensamentos negativas passando-se a assumir atitudes mais positivas diante da vida.

Não se consegue evitar o sofrimento recusando-se as mudanças. Viver é estar em constante mutação. Conviver com o novo, por ser desconhecido, ser novidade e não sabendo o que ocorrerá depois, é inquietante, traz insegurança e sofrimento.




Na terapia: por que a mudança envolve sofrimento?
Escrito  em16/08/2006
O segredo de lidar com ele é não ter medo, sabendo que quando acontecer ali se estará por inteiro, com novos e positivos comportamentos. Coragem é agir apesar do medo. O medo da dor impede a muitas pessoas, de viver plenamente os diferentes momentos da vida.
Lembre-se que mesmo com a mudança, os outros permanecem os mesmos. Com o tempo, o grande aliado das transformações humanas, e com a repetição de novos e mais positivos comportamentos, é que os demais perceberão a sua transformação.

A mudança está sob o seu total controle. A missão do terapeuta talvez seja mais de encorajar, ver-se de uma nova maneira, ajudando-o a ter coragem de tornar-se independente, maduro, eficiente e feliz consigo mesmo. Valerá a pena, então, se autoconhecer, mudar e crescer, apesar do sofrimento gerado nesse processo!


shape